Home Brasil ALERTA PARA A SAÚDE EM GOIÁS – Aumento de doenças respiratórias preocupa especialistas.

ALERTA PARA A SAÚDE EM GOIÁS – Aumento de doenças respiratórias preocupa especialistas.

de admin


Casos de dengue começam a cair enquanto os de síndromes respiratórias agudas graves (gripe por Influenza e covid-19) crescem, mantendo alerta para número de internações. A Secretaria de Estado da Saúde intensificou vacinação contra dengue e influenza em todos os municípios.

Roberto Naborfazan**

Apesar da queda sustentada no número de casos registrados de dengue em Goiás, o número de internações ainda é motivo de preocupação para a Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO). A superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Fúlvia Amorim, explica que enquanto as internações e óbitos por dengue ainda são verificados, os casos de gripe por Influenza têm aumentado.

“A gente começa a ter um período de intersecção de casos de dengue e doenças respiratórias. Estamos com duas doenças, uma começando a cair, mas ainda em grande número, e outra começando a subir. Precisamos redobrar os cuidados principalmente com os grupos mais vulneráveis: idosos, crianças, gestantes e puérperas”, reforça Flúvia.

Goiás registra até o momento 137.728 casos confirmados de dengue, com 156 mortes confirmadas e outras 163 em análise pelo Comitê Estadual de Investigação de Óbito Suspeito por Arboviroses. As últimas semanas foram marcadas por redução de cerca de 22% no diagnóstico entre as semanas 12 e 15 deste ano. Já em relação às internações, desde o início do ano até maio são 2.878 registradas, enquanto que no mesmo período de 2023 foram 231 internações por dengue nas unidades estaduais.

Enquanto as internações e óbitos por dengue ainda são verificados, os casos de gripe por Influenza têm aumentado.

Os números de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) também preocupam a SES. Neste ano, 2.559 casos foram registrados, sendo 161 por influenza e 480 por covid-19. A maioria dos casos de SRAG em 2024 está entre crianças menores de 2 anos (1.056) e entre idosos com mais de 60 anos (557). Atualmente a cobertura para a vacina influenza entre os grupos prioritários em Goiás é de 23,45% e no Brasil chega a 28,51%.

Vacinas

Na última quarta-feira, o Ministério da Saúde anunciou a liberação da vacina da Influenza para o público geral. O imunizante, que antes era restrito a grupos como gestantes, puérperas, adultos com mais de 60 anos, crianças menores de seis anos de idade e indivíduos com comorbidades ou condições clínicas especiais – entre estes, cardiorrespiratórias, com obesidade mórbida, diabetes, imunossuprimidos, entre outros – agora está disponível a toda a população acima de 6 meses.

O Estado recebeu 952 mil doses da vacina de influenza. Elas já foram distribuídas aos municípios goianos, que estão abastecidos e preparados para imunizar a população nas mais de 900 salas de vacinação de Goiás. Já em relação à vacina contra a dengue, das 158.505 doses recebidas do Ministério da Saúde, Goiás conseguiu aplicar mais de 157 mil doses. O Estado recebeu uma nova remessa da Qdenga, com cerca de 61 mil doses na última terça-feira (30/04). A distribuição do imunizante para as 18 regionais de saúde começou na quinta-feira (2/05) e será destinada ao público de 6 a 16 anos nos 246 municípios goianos.

FONTE: Secretaria de Estado da Saúde – Governo de Goiás

Quer receber todas as nossas publicações com exclusividade? Faça parte do nosso grupo de leitores no WhattsApp. Acesse https://chat.whatsapp.com/IfZL4dQkjrS6m9NXLNmty2

Share

Você pode interessar!