Home Política Elder x Renato, a música desafinada na dança dos números

Elder x Renato, a música desafinada na dança dos números

de admin

A polarização está no campo do agro: Elder Galdino e Renato Ribeiro.
É o que mostram as pesquisas – inclusive as contratadas por ambos.
Velomar, na ponta, só assiste a briga.

Quem incitou o “agroduelo” foi Renato Ribeiro, presidente do Sindicato
rural e pré-candidato pelo PL. A pesquisa Directa (Anápolis) o coloca
em terceiro lugar, com 14,4%, dois pontos a menos do que os 16,5% de
Elder Galdino. Como troco, tentando negar a polarização, Elder despeja
na praça números que o colocam quase trinta pontos de vantagem
sobre o seu direto rival: 33,7% a 5%.
Nesta sopa de números, os arranjos são visíveis. Renato é “cristão
novo”, está se iniciando agora no mundo das eleições partidárias. Ou
seja, pouco conhecido, só pode ter menor rejeição do que o seu rival
direto. Elder – o mais rejeitado de todos, segundo a Directa – vem de
acachapante derrota para Adib, em 2020.
O interessante se dá na pesquisa do ICB (Instituto Cristão do Brasil,
com sede no bairro Balneário Meia Ponte, em Goiânia). Ali, Galdino
aparece com rejeição menor do que a de Velomar Rios. Elder tem 4%
Mas não esconde que Renato Ribeiro é menos rejeitado do que ele;
Tem 2%.
Ambos não comentaram as suas pesquisas e nem rejeitaram os
números apresentados. Eles também vivem o “fator vice”. As pesquisas
mostram que Marília Sebba agrega desgaste, ajudando a “empacar” a
pré-candidatura de Elder. De outro, fica o ponto de interrogação quanto
ao vice de Renato Ribeiro: João Marciano ou Júnior Roque?

Enquanto os números dançam, o eleitor assiste ao baile, esperando que
números sérios entrem no salão.

Você pode interessar!