Home Brasil O Brasil de 2024 transformará um ‘segurança de prédio’ em milionário – Midiático – CartaCapital

O Brasil de 2024 transformará um ‘segurança de prédio’ em milionário – Midiático – CartaCapital

de admin


À medida que o Big Brother Brasil avança para sua fase final, adotando um esquema de eliminações triplas semanais, o desafio de manter o interesse do público se torna mais difícil, especialmente quando metade dos participantes parece desinteressada no jogo.  No centro desta realidade está Davi, cujo franco favoritismo polariza o jogo e divide os finalistas entre seus detratores e aliados.

Há, nesta reta final, um subtexto de rivalidade e antecipação. Cada participante aguarda uma oportunidade para sair do segundo plano e reivindicar o estrelato, caso as dinâmicas do jogo desalojem Davi de sua confortável posição.

A mudança quase foi possível na última semana, com o confronto entre Davi e outro participante, Bin Laden, um dos momentos mais tensos na história do programa. Os brothers flertaram com a transgressão das regras que proíbem a violência física, e colocaram a Globo em um dilema, ponderando o impacto potencial da desclassificação de Davi sobre a trama. A decisão de mantê-lo no jogo deixou marcado o peso de sua figura no eixo narrativo do reality.

Em torno dele gravitam não apenas as estratégias dos outros competidores, mas também o engajamento do público. Como em edições anteriores, onde personalidades marcantes como Juliette capturaram a audiência, Davi tornou-se o centro de um fenômeno que vai além do BBB, refletindo a dinâmica entre produção, participantes e audiência, num espetáculo movido por conflitos e carisma.

Na última ida de Davi ao paredão, Tadeu Schmidt o questionou sobre seus sentimentos, e Davi respondeu evocando a história bíblica de Davi e Golias, traçando um paralelo entre sua própria luta no programa e a do jovem pastor que derrotou um gigante contra todas as odds. Essa escolha de palavras não só reforçou sua imagem de underdog resiliente, mas também ressoou com o público, que valoriza a narrativa do “pequeno contra o grande”, especialmente em tempos desafiadores como os que o Brasil enfrenta em 2024.

A crescente popularidade de Davi também provocou a reação de Fernanda, que fez um comentário depreciativo sobre seu futuro, sugerindo que ele “seria segurança de prédio”. Esse comentário, visto como insensível, não só acelerou a saída de Fernanda, que estava ganhando popularidade, mas também aumentou o apoio a Davi. Em um contexto onde a superação e a sensibilidade a questões de classe são valorizadas, a gafe de Fernanda fortaleceu a posição do rival como favorito.

O Big Brother brasileiro se distingue da versão norte-americana na forma de escolha do vencedor, que é decidido pelo voto do público. Essa dinâmica permite que as questões sociais e culturais do Brasil influenciem o jogo, refletindo e respondendo às tensões e aspirações da sociedade. A vitória de Thelma Assis em 2020, uma participante anônima, sobre concorrentes famosos – e a preferência do público por uma figura empoderada como ela após o polêmico resultado da edição 2019, no apogeu da era Bolsonaro, demonstram como o BBB serve de espelho da sociedade brasileira. Em 2021, em meio à pandemia, a vitória de Juliette destacou a resiliência e a esperança, ressonando com os desafios políticos e sanitários sem precedentes que o país vivia.

Após temporadas menos cativantes, o BBB 2024 revitalizou seu interesse com um elenco capaz de reacender o fascínio do público. Davi, um jovem motorista de aplicativo cuja história é repleta de sonhos adiados, tornou-se espelho das adversidades e aspirações de muitos brasileiros. Sua trajetória no programa, marcada por jogadas inteligentes, alusões bíblicas em momentos críticos e rápida gestão de deslizes por sua equipe externa, construiu um personagem multifacetado que capturou a atenção dos espectadores.

Diferente de Fernanda, cuja saída rápida foi catalisada pela reação do público a suas falas, Davi emerge como símbolo de perseverança. Sua trajetória no reality não apenas o coloca como forte candidato ao prêmio, mas também oferece um espelho para uma reconstrução de destinos, desafiando as limitações impostas pelas circunstâncias.

Você pode interessar!