Home CSN (CSNA3): cenário segue desafiador no segundo semestre e BB reduz indicação e preço-alvo

CSN (CSNA3): cenário segue desafiador no segundo semestre e BB reduz indicação e preço-alvo

de admin

O BB Investimentos revisou o valuation de CSN (CSNA3) para incorporar os resultados do segundo trimestre e atualizar as premissas setoriais e macroeconômicas. Por isso, apresentou um novo preço-alvo para o ano que vem, de R$ 20,00. Apesar do potencial de valorização, as incertezas relacionadas ao crescimento econômico mundial, a expectativa de resultados mais fracos do que os anteriormente projetados e a consequente redução da perspectiva de dividendos à frente deverão continuar a pressionar as cotações do papel no curto prazo, motivo pelo qual analistas rebaixaram a recomendação de compra para neutra. No primeiro semestre, a rentabilidade operacional da CSN foi impactada pela forte elevação dos custos de produção, que refletiu a disparada de preços de carvão, coque, combustíveis e fretes marítimos. Além disso, a volatilidade dos preços de minério de ferro gerou ajustes pela diferença entre preços efetivos e provisionados referentes às vendas de trimestres anteriores, o que elevou a volatilidade dos resultados da CSN Mineração. Para o segundo semestre, o cenário segue desafiador, com a permanência de parte desses fatores e ainda mais dúvidas quanto ao nível de demanda global de aço no curto e médio prazos, principalmente pela possibilidade de recessão nos Estados Unidos e Europa, e de um crescimento mais lento na China. Analistas destacam ainda que a diversificação de negócios da CSN tem contribuído para equilibrar seus resultados consolidados, o que enxergam como um diferencial relevante em períodos de alta volatilidade como o atual, já que os segmentos com dinâmica mais favorável compensam aqueles mais pressionados, ainda que parcialmente.

Envie um Comentário